By Erenito Junior / CelularesDestaquesNoticias / 0 Comments
Perder o celular ou ter o aparelho roubado é um dos grandes temores dos usuários (Foto: JNTelecom)

 

Imagine que você comprou um smartphone novo, mas em poucas semanas ele foi roubado. Além do prejuízo financeiro, dados importantes armazenados no aparelho são perdidos, sendo necessário registrar um boletim de ocorrência e ligar na operadora para solicitar o bloqueio. Porém, uma nova medida foi tomada visando diminuir essa “dor de cabeça”. Agora, celulares roubados podem ser bloqueados pelo site da Polícia Civil.

O programa “Fora da Rede”, que estava em testes desde outubro do ano passado, já bloqueou 1,1 mil celulares, tornando-os inutilizáveis mesmo com outro chip. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a novidade visa diminuir os roubos desses aparelhos, já que em 70% dos assaltos a pedestres, o alvo dos criminosos é o celular.

Contudo, o programa só funcionará em celulares habilitados a partir do dia 22 de fevereiro. Espera-se que o bloqueio funcione ativamente em 9 de maio. Até a data prevista, os celulares bloqueados receberão um SMS informando que serão inutilizados.

Para realizar o bloqueio, primeiro é preciso registrar um boletim de ocorrência em uma delegacia mais próxima ou por meio da delegacia eletrônica. Feito isso, basta acessar o site da PCDF, informar o número do chip, CPF do titular e IMEI do aparelho.

A Secretaria de Segurança Pública pede que os cidadãos denunciem o comercio de celulares roubados no site da Polícia Civil, pelo número 197, pelo e-mail denuncia197@pcdf.df.gov.br ou até mesmo pelo WhatsApp (61) 98626-1197.

Antes de comprar um aparelho usado, siga esses passos:
Blacklist – Saiba se o smartphone é roubado, perdido ou impedido.

Perdeu o seu aparelho ou foi roubado? siga essas dicas:
Como encontrar um celular perdido ou roubado? 

Via: correiobraziliense

By Erenito Junior / CelularesDestaquesNoticias / 0 Comments

Prometido desde 2012, o bloqueio de celulares piratas no Brasil começou para valer nesta semana, informou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Os primeiros estados que passarão pelo pente fino são Goiás e Distrito Federal.

Todo celular considerado “irregular” pela Anatel que for ativado a partir desta quinta-feira, 22, receberá um alerta por SMS dizendo: “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares”.

O bloqueio só vale para aparelhos piratas ativados a partir desta quinta. Quem tem um celular irregular já em uso há mais tempo não será afetado. Na prática, o bloqueio começa 75 dias após o recebimento do alerta por SMS, mais precisamente em 9 de maio.

Celulares piratas ativados no Acre, Rondônia, São Paulo, Tocantins, região Sul e demais estados da região Centro-Oeste começarão a receber as notificações sobre o prazo de 75 dias em 23 de setembro de 2018. Ou seja, celulares piratas ativados a partir desta data começarão a ser bloqueados em 8 de dezembro.

Na região Nordeste e demais estados do Norte e Sudeste, os celulares piratas começarão a ser notificados em 7 de janeiro de 2019– 75 dias depois, a partir de 24 de março de 2019, eles começam a ser bloqueados. Segundo a Anatel, estes aparelhos são “perigosos para a saúde do usuário”.

Isto porque estes dispositivos, na avaliação da agência, apresentam “grande quantidade de chumbo e cádmio”, por “não possuírem garantias em relação a limites de radiações eletromagnéticas e utilizarem materiais de baixa qualidade, como baterias e carregadores mais sujeitos a quebras”.

Como saber se o seu celular é pirata

De acordo com a Anatel, celulares piratas são todos aqueles que não possuem IMEI registrado no banco de dados da GSMA, uma organização internacional que registra aparelhos de diversas fabricantes e operadoras de todo o mundo.

Ou seja, celulares importados de marcas conhecidas, mesmo que não sejam homologados e vendidos oficialmente no Brasil, não são afetados, desde que sejam registrados pelo GSMA. Você pode conferir a situação do IMEI do seu aparelho com a Anatel clicando aqui.

A Anatel recomenda que o usuário verifique “se o número que aparece na caixa, o número do adesivo e o número que aparece ao discar *#06# são os mesmos. Caso os números apresentados forem diferentes, há uma grande chance de o aparelho ser irregular”.

Já alertamos algumas vezes sobre os riscos da aquisição desse tipo de aparelho ou acessório falso, abaixo alguns videos sobre o assunto:

 

 

 

Fonte: olhardigital

Curta e compartilhe esse post, ajude a espalhá-lo. 🙂

O Google lançou, recentemente, o Device Manager, um serviço de rastreamento de dispositivos Android. Neste tutorial, o JNTelecom vai ensinar o usuário a encontrar seus gadgets utilizando a página. Não é preciso instalar nada e também não há necessidade de configurar qualquer coisa no seu smartphone.

Passo 1. Faça login na conta do Google que está conectada ao Android;

Device Manager funciona com a conta Google (Foto: Reprodução Erenito Junior)

Passo 2. Acesse o site do Android Device Manager;

Interface do Device Manager do Android (Foto: Reprodução/Erenito Junior)
Interface do Device Manager do Android (Foto: Reprodução/Erenito Junior)

Passo 3. Na mensagem que aparecer na tela, selecione a opção ”Accept” ou ”Aceitar” para aceitar o uso do serviço de localização.

Passo 4. Automaticamente, o serviço identificará o seu dispositivo e disponibilizará seus dados de localização em um mapa gigante que fica no fundo da tela (nota: é preciso que seu aparelho esteja com o GPS e a Internet ativados). Este recurso é ideal para um caso de furto ou então de ter esquecido o gadget longe de casa;

Mapa do recursos Android Device Manager mostra, automaticamente, onde está o gadget (Foto: Reprodução/Erenito Junior)
Mapa do recursos Android Device Manager mostra, automaticamente, onde está o gadget (Foto: Reprodução/Erenito Junior)

Passo 5. Caso você tenha perdido o telefone dentro do seu próprio lar, é possível achar o smartphone em alguns segundos clicando em “Ring”. Este recurso envia um sinal e o aparelho começa a tocar seu ringtone por cinco minutos, até você encontrá-lo e tocar na tela. Bastante fácil e útil.

Interface do recurso Android Device Manager para localizar o aparelho perdido com toque do celular (Foto: Reprodução/Erenito Junior)
Interface do recurso Android Device Manager para localizar o aparelho perdido com toque do celular (Foto: Reprodução/Erenito Junior)

Pronto! Com estas dicas, vai ser bem mais fácil rastrear seu Android daqui para a frente!

Para outros dispositivos, acesse esse artigo: Como encontrar um celular perdido ou roubado?

Abraços e até a próxima pessoal.

By Erenito Junior / CelularesDestaques / 0 Comments

Motorola perdeu uma disputa judicial de patentes na Alemanha que pode resultar na remoção e o banimento do Moto G e do Moto X das lojas do país. A empresa alemã LPKF acusou a fabricante de smartphones de ter infringido uma patente sua referente à inserção de antenas num design de plástico curvo. O juiz decidiu que a patente (preenchida na China em 2013) foi quebrada e determinou que a Motorola não só pare de vender os Moto G e X, mas também faça o recall dele de seus usuários de negócios. Além disso, também será necessária uma compensação financeira para a LPKF, cujo valor não foi divulgado. Mudando a forma como a antena é inserida nos smartphones ou pagando uma compensação para a LPKF, a Motorola pode resolver a situação e a empresa já informou que “deu os passos para evitar qualquer interrupção no suprimento”. Via Neowin.

By Erenito Junior / AndroidCelularesNoticias / 0 Comments

A Samsung acaba de anunciar em seu site russo duas novas versões do Galaxy S4 que serão comercializadas em breve. Trata-se das Black Editions do Galaxy S4 tradicional e do S4 Mini.

1601496_527599474020997_655087157_n

A única diferença entre essas novas versões e os modelos originais, entretanto, é a cor e o material da tampa traseira. A coreana resolveu trazer o couro falso da linha Galaxy Note para seu principal smartphone e o resultado é o que você vê acima.

Incialmente, os aparelhos devem ser vendidos a partir do mês que vem apenas na Rússia, mas acredita-se que pelo menos no restante da Europa os novos dispositivos possam aparecer. Os preços iniciais são US$ 660 para o Galaxy S4 Balck Edition e US$ 460 para o modelo Mini.

A página russa da Samsung que mostrava os novos aparelhos estranhamente não está mais acessível, o que pode indicar algum possível erro na publicação.

A versão de testes do Android 4.4.2 KitKat para o modelo GT-I9505, da Samsung, já está disponível para download via SamMobile , a nova versão do Android se mostra ainda mais fluida no Galaxy S4 do que a versão anterior, com resultados melhores nos benchmarks. Na interface de usuário não se percebe muitas modificações, além do ícone da bateria que deixou de ser verde e passou a ser branco.

A Samsung também adicionou um atalho direto para a câmera na tela de bloqueio, mas isso já dava para fazer manualmente pelos usuários, que podem colocar até cinco atalhos dos aplicativos mais usados no dispositivo, para que possam ser abertos diretamente na tela de bloqueio do aparelho.

O teclado Samsung também foi melhorado na posição horizontal, tornando a digitação ainda melhor e mais rápida e a função de entrada contínua, que permite ao usuário digitar palavras deslizando o dedo sobre as teclas, também foi aprimorada.

Para quem tem conhecimento ou quer experimentar este novo sabor, vamos agora ao nosso Tutorial.

NOTA
– Você está fazendo isso por sua conta e RISCO, portanto não nos responsabilizamos por qualquer problema que aconteça com o seu aparelho.
– Este firmware teste  NÃO  aumenta o seu contador binário, ou seja não anula a sua garantia.
– Este firmware é um  pré-lançamento vazado  de construção e não oficial da Samsung.

INSTRUÇÕES

Baixe os arquivos:
Download aqui ( ODIN + ROM )
Conseguimos baixar a 1mbps:

– Extraia (descompacte) o arquivo baixado.
– Dentro estará o arquivo flash ( I9505XXUFNA1_I9505OXAFNA1_I9505XXUFNA1_HOME.tar.md5 ) e a pasta Odin3_v3.09.
– Reinicie o aparelho no modo download (Pressione e segure Home + Power + Volume para baixo )
– Abra o arquivo Odin3 v3.09
– Selecione o arquivo I9505XXUFNA1_I9505OXAFNA1_I9505XXUFNA1_HOME.tar.md5 na aba AP, conforme o print abaixo:

S4 android kitkat odin jntelecom

– Com o arquivo selecionado, clique em Start e aguarde o procedimento.
– Reinicie o aparelho em modo de recuperação (Home + power + vol up)
– Escolha para limpar / reset de fábrica. (Isto irá apagar todos os seus dados, incluindo os arquivos do Cartão SD!)
-Escolha a opção “wipe data/factore reset”
-Repita o processo com a opção “wipe cache partition”.
– Em seguida, escolha reboot.

Pronto, se fizer tudo conforme o tutorial é só aguardar ele inicializar e testar o seu novo sistema Android 4.4.2 KITKAT.
Algumas telas:

Screenshot_2014-01-10-16-39-27Screenshot_2014-01-10-16-06-07
Screenshot_2014-01-10-16-05-32 Screenshot_2014-01-10-16-05-07

Gostou? nos ajude segundo as nossas páginas:

Google+: JNTelecom
Facebook: JNTelecom

By Erenito Junior / ArtigosCelularesNoticias / 0 Comments

Cuidando da bateria do seu smartphone

carregamento-de-bateria

Seu smartphone é um pequeno milagre, um computador de bolso que consegue fazer (quase) tudo que você precisa. Mas De que adianta tudo isso se você não cuidar dele direito? Com as baterias removíveis se tornando cada vez mais raras, é melhor que você seja cuidadoso com a que você tem. Felizmente, não é difícil manter a bateria de íons de lítio do seu celular em bom estado: basta seguir algumas regras simples.

Obviamente, a primeira regra para aumentar a vida útil da sua bateria é não gastá-la toda jogando Candy Crush e andando por aí com o Wi-Fi e o GPS ligados quando você não estiver usando nenhum dos dois. Mas fora isso, aqui vão alguns cuidados básicos que podem aumentar a vida útil da sua bateria.

Mantenha o celular carregado

Você deve se lembrar vagamente de ouvir alguma coisa sobre baterias recarregáveis e o “efeito de memória”. Se você não “ensinar” a sua bateria recarregável qual é o potencial total dela, carregando-a até os 100% e depois deixando que ela descarregue completamente, a bateria pode “se esquecer” de parte de sua capacidade. Bom, pode esquecer essa história.

A memória da bateria existe, mas é um conceito que se aplica a baterias à base de níquel. Seu smartphone provavelmente tem uma bateria de íons de lítio e precisa ser tratado de modo diferente. Para ser mais específico, ele precisa ter uma quantidade generosa de carga sempre que isso for possível.

Para tirar o máximo proveito de uma bateria de íons de lítio, você deve tentar mantê-la com ao menos 50% da carga. Deixar que ela zere não vai ajudar em nada; na verdade, deixar que ela descarregue completamente com frequência acaba causando um pouco de dano. No entanto, é bom deixar que a bateria chegue ao zero uma vez por mês para fins de calibragem, mas não faça isso o tempo inteiro. Usar toda a carga completa do celular regularmente não vai fazer sua bateria explodir ou alguma coisa assim, mas vai encurtar a vida útil dela.

Mas… você também não quer ficar carregando seu celular o tempo inteiro, certo? Até porque as baterias de íons de lítio podem ficar superaquecidas. Para sua sorte, seu carregador é esperto o suficiente para ajudar nisso e vai desligar assim que o telefone estiver 100%. Só que, para complicar a coisa um pouco mais, sua bateria não gosta de ficar completamente cheia o tempo inteiro. Assim, a bateria vai se comportar da melhor forma possível se você tirá-la do carregador antes que ela alcance os 100%. Então, se você está realmente a fim de otimizar a vida útil da sua bateria, tente ficar entre os 40 e os 80%.

Não exponha seu celular ao calor

É fácil se preocupar com os hábitos de carregamento graças ao treino que nós tivemos com as velhas baterias recarregáveis, mas as baterias de íons de lítio têm um inimigo pior que as recargas: o calor. A bateria do seu smartphone vai envelhecer muito mais rápido quando o tempo está quente, independentemente dela estar sendo usada ou não.

A uma temperatura média de 0°C, uma bateria de íons de lítio perderá 6% de sua capacidade máxima por ano. Com 25°C, esse número pula para 20% e a 40 graus ele se torna um gritante 35%. Claro que não é prático (ou são) manter o telefone na geladeira, mas vale a pena evitar passar muito tempo dentro de um carro num dia de calor e coisas do tipo.

Evite a recarga wireless

Os carregadores wireless podem ser incrivelmente convenientes, mas eles têm suas desvantagens. Os carregadores wireless que nós temos hoje no mercado têm o péssimo hábito de gerar um pouquinho de calor que dá uma ligeira fritada na sua bateria. Os carregadores comuns são menos convenientes, mas carregar o celular na tomada mantém sua bateria em melhor forma, especialmente se você estiver em um lugar quente.

Nunca chegue ao zero

Obviamente, o simples fato de usar sua bateria vai fazer com que ela vá se degradando. Mas ela via morrer lentamente de qualquer jeito, mesmo que você deixe o aparelho no armário por um tempo. Aqui vai um truque para minimizar o inevitável envelhecimento: deixe sobrar um pouquinho de carga.

Se você vai deixar de usar seu aparelho por algum tempo, tente deixá-lo com ao menos 40% de bateria. As baterias de íons de lítio não perdem 30% de carga por mês como as baterias de níquel, metal e as híbridas fazem; elas perdem somente algo entre 5 e 10% de sua carga por mês.

Quando as baterias de íons de lítio ficam com a carga muito baixa – literalmente 0% – elas se tornam seriamente instáveis e perigosas. Para prevenir desastres como explosões, as baterias são equipadas com circuitos de auto-destruição que irão desligar (leia-se: destruir) a bateria por uma boa causa quando a carga fica baixa demais. Isso vai te salvar de uma explosão que te deixaria com a cara cheia de ácido, mas também vai diminuir a vida da sua bateria.

Não se preocupe com isso

É fácil proteger a sua bateria, mas é mais fácil ainda ficar com preguiça. Normalmente, uma bateria de íons de lítio dura entre 3 e 5 anos, só que existe uma grande chance de que você queira trocar seu aparelho nesse espaço de tempo. O pequeno dano causado por uma ideia tecnicamente ruim, como deixar seu telefone carregando a noite inteira todas as noites ou usar um carregador wireless talvez acabe valendo a pena por conta da conveniência.

Ainda assim, não é difícil manter sua bateria razoavelmente saudável evitando coisas como deixar seu telefone descarregar completamente todos os dias ou largá-lo dentro de um carro quente por muito tempo.

Ajude-nos a espalhar este artigo, compartilhe nas suas redes sociais.

By Erenito Junior / AndroidCelularesNoticias / 0 Comments

A Samsung reiniciou o processo de atualização do Android 4.3 para o Galaxy S3. Essa atualização foi interrompida no mês passado, quando os usuários relataram vários problemas nos seus aparelhos após a atualização dessa versão do sistema para o aparelho.

Galaxy S3 android 4.3

Esta atualização é bastante importante para o Galaxy S3, que pulou do Android 4.1.2 para essa versão do Android 4.3. Ele oferece uma TouchWiz melhorado, que é em grande parte idêntico ao encontrado no Galaxy S4 e Galaxy Note 3, bem como novos recursos como widgets da tela de bloqueio, capacidade de armazenar aplicativos em um cartão SD, e novas aplicativos.

Na primeira fase de atualizações, os principais problemas levantados e reclamados na atualização do Android 4.3, partiam do desbloqueio de tela com lag de até 5 segundos, congelamento aleatório, consumo de bateria maior do que o normal, travamentos na reprodução de música e uma má gestão da memoria RAM.

Características do Android 4.3
  • Suporte ao Galaxy Gear
  • Suporte TRIM (torna o dispositivo muito mais rápido)
  • GPU foi atualizado (mais altos resultados de benchmark de GPU)
  • Nova tela de bloqueio: vários widgets, melhor efeito cascata
  • Novos modos de tela (de S4): Adaptar Display e Fotografia Profissional
  • Daydream
  • Mover apps para o Cartão SD
  • Novo modo de Câmera: Som e Tiro
  • Novas adições no Centro de Notificação
  • Interface de configurações completamente renovada (Exatamente como o Galaxy S4)
  • Implementação de controles de voz
  • Novos Samsung Apps: Calculadora, Relógio, Contatos, Galeria, Música
  • Full Screen Samsung Apps
  • Novo S-Voice

Agora temos essa uma nova fase de atualização, do qual esperamos que tenha todas as suas falhas devidamente corrigidas. Ele se encontra disponível para certos países e deve chegar a todos os smartphones desbloqueados em breve e de forma gradual.

Como foi informado, essa nova atualização está sendo implantados em fases, por isso alguns usuários terão que esperar um pouco mais do que outros. Mas, ao longo das próximas semanas, essa atualização lentamente vai chegar para todos os usuários.

Já conhecem o smartzone? Visitem!

By Erenito Junior / AndroidArtigosCelularesCyanogenDestaquesNoticias / 1 Comment

ROM – Galaxy S3 I9300 Android 4.3 cm 10.2

Galaxy-S3-Android-4.3-CM-10.2-Custom-ROM

Meus amigos, trago aqui a versão CyanogenMod 10.2, com base na nova versão Android 4.3. Lembrando que o projeto 10.2 desta rom ainda está em fase de testes constantes pela equipe CyanogenMod. Para quem desejar conhecer e saborear a experiência da nova versão 4.3 e desta última nightly (2013-12-02) lançada, vale a pena conferir!

Mais como eles sempre atualizam eu sugiro sempre baixar a mais atualizada nesse link: ( http://download.cyanogenmod.org/?device=i9300 )

OBS: Lembrando mais uma vez, que esta rom é uma versão Nightly lançada nesta terça-feira 2013-12-02, e por ser uma versão ainda em testes, pode apresentar bugs em várias aplicações. Faça a atualização por sua conta e risco.

Aprenda neste tutorial simples a instalar as ROM CyanogenMOD 10.2 no Samsung Galaxy SIII (modelo GT-i9300), beneficiando-se das vantagens desta fantástica ROM customizada, baseada na versão 4.3 do Android(Jelly Bean).

Arquivos necessários:

  • Rom CyanogenMOD 10.2 (GT-I9300) –  BAIXE AQUI (Baixe sempre a mais nova)
  • ClockworkMod Recovery (Versão Touch) – LINK 1 ou LINK 2

Instalação:

  1. Crie uma pasta na memória interna do aparelho.
  2. Coloque os arquivos da CyanogenMod e Google Apps (ambos zip) dentro dessa pasta. Não é para descompactar os arquivos
  3. Desligue o celular
  4. Ligue o celular no modo download Power + Home + Volume Down
  5. Abra o Odin e veja se o aparelho foi indentificado, algo irá aparecer no campo ID:COM
  6. Selecione o tar ou md5 do arquivo  ClockworkMod Recovery (normalmente está dentro do zip baixado) pela opção PDA
  7. Tenha certeza que as opções Auto Reboot e Re-Partition NÃO estão selecionadas e que a opção F.Reset Time está selecionada
  8. Clique em Start
  9. Desligue o aparelho
  10. Ligue o aparelho no modo recovery Power + Home + Volume Up. Agora você está no ClockworkMOD (usando o TouchScreen)
  11. wipe cache partition -> Yes
  12. wipe data/factory reset -> yes
  13. Install zip from sdcard -> choose zip from sdcard
  14. Escolha primeiro o arquivo da Rom CyanogenMod
  15. Depois aplique o arquivo do Google Apps
  16. wipe cache partition -> Yes
  17. wipe data/factory reset -> yes
  18. reboot system now

Screenshots:

1424343_10203065200815079_146440374_n   62344_10203065201735102_2132038382_n

 

 

 

 

1424582_10203065201135087_1004855735_n   1468514_10203065201415094_1169935868_n

Imagens do nosso leitor André Moura.